Uma das Doações de Paulo L. Pastore

Professor na K-Mectron
Cursos de Robótica e Mecatrônica
Rua Episcopal, 1.777 - São Carlos - SP
Fone:(16)3307-4181

...Doação realizada pela Volkswagem de São Carlos, a pedido do Deputado Lobbe (foto à esquerda), quando o Prof. Paulo Luporini Pastore (foto à direita) apresentou em 1998 a ele que seria interessante ter um modelo de motor nos laboratórios, para que os alunos pudessem integrar teoria à prática. Este motor atende o ciclo Otto (explosão), conforme nas aulas de mecânica podíamos passar aos alunos na forma teórica e, com uma unidade em mãos pudessem ter contato direto com um produto totalmente mecânico, com inserção da injeção eletrônica já presente nesta época. Pela foto abaixo, se possa ver da esquerda para a direita: assessor do deputado, Prof. Paulo L. Pastore, com uma placa nas mãos, porém houve filtragem da imagem e, a placa perdeu a escrita.

Escola Técnica Estadual Paulino Botelho recebeu então seu primeiro modelo de motor à explosão em 1998, tendo sido fixado num pedestal, por ocasião do auxílio do Prof. Paulo Caffer. Nesta semana (23.06.06) em conversa com o Deputado Lobbe me revelou, ter obtido novo motor, para a nossa querida escola. O ETE Paulino Botelho foi aonde me inicei em 1973, no curso de mecânica. Naquela época, não poderia me esquecer dos Professores Dr. José Silva, Salvador Latanzio, Elvio Latanzio, Eng. César Pistelli, e outros que me deram um aprendizado sem sombras de dúvida excelente. Posso afirmar que nesta escola obtive minha base educacional no mundo da mecânica, para depois migrar para a mecatrônica, com certeza, se não tivesse estudado nela, hoje não seria um professor de renome nacional, por que em outras escolas por resultado de meus aprendizados pude dar resultados além do esperado, assim como foi minha vitória em 2001 na Unicamp, quando derrotei as grandes universidades a Unicamp, a Poli e o Ita, tais universidades temíveis por sua soberania tecnológica, mas, colocadas a nocaute por um Sancarlense formado com bases fortes numa escola técnica de renome também nacional o ETE Paulino Botelho.

Conheça mais sobre mim, quem trouxe ao Brasil a saga da "Guerra de Robôs". Autor da mais célebre publicação neste campo em 2001, por mera coincidência acontecia o surgimento da revista mais cogitada neste meio, que é a Revista Mecatrônica da Editôra Saber Eletrônica, que mexeu com milhares de jovens, crianças e até adultos, levando eles a participarem de novas batalhas, com seus robôs gladiadores. Assista o filme "Gladiador" e veja, que hoje temos nas arquibancadas jovens controlando seus "joysticks" para que seus robôs militares possam gladiar, com muita diversão e utilizando da robótica educacional ao custo zero, bem diferente de muitos professores, que acham que nisto se empregam alto investimento!

O professor de robótica, com origem mecânica, sim, é a pessoa mais indicada! Por ter origem na mecânica e, não como se tem visto por aí, milhares de professores de outras origens. Com certeza não conseguem atingir uma construção robótica à nível mecatrônica, se não tiver em seu "profile" bases mecanicistas, assim como me foi no ETE Paulino Botelho, isto sim, conta para quem bota a "mão na graxa" (jarguão popular para mecânico mecanicista clássico), mais a pitada da mecatrônica, aí, se possa dizer que jovens, crianças e adultos possam realizar seus sonhos de ter um ser metálico a lhes proporcionar algum tipo de movimentação controlada, junto de alguém com renome nacional e até internacional, haja vista, que pertenço a inúmeras redes "Network", por exemplo, o Linkedin (internacional/profissional), o Plaxo (nacional/profissional), o Elefante (nacional/pessoal), o Gazzag (nacional/pessoal), O OpenBC (internacional/profissional), o Orkut (nacional/pessoal), etc. Isto para um professor renomado só tem a orientar até os mais variados professores, principalmente elétricos, que sempre me acompanharam por necessitarem de um mecanicista/mecatronizado, assim tem sido minhas jornadas em outras cercanias, com sucesso sem igual. A figura muda muito com tais traços de personalidade mecânica/mecatrônica, pois ninguém põe um centavo, justamente por que não são conhecedores daquele trivial jargão brasileiro "em tudo se dá um jeitinho", sendo mecânico/mecatrônico (típicamente brasileiro). Adquira já um exemplar da revista Mecatrônica Fácil, de janeiro de 2002, basta entrar no site desta revista Mecatrônica Fácil.

...Em 1996 pude regressar a esta escola como professor, mas, em 1998 tivemos um problema na direção da escola e, senti-me obrigado a sair dela, quando atribuio a tal fato uma tomada de decisão importante, que graças a isto pude me destacar em outras escolas, quando não menosprezando, mas, o destino é o destino. Tinha que ser fora! Para me consagrar um dos mais entendidos em robótica! Ou, poderia ter obtido tal sucesso aqui mesmo em São Carlos? Não sei, sinceramente o destino nos reserva surpresas, que aprendi: se não nos esforçarmos nada conseguiremos. Assim foi e, assim será: quem se esforça de algum modo atingi algo, com satisfação e com alegria do profissionalismo. Enfim pude me destacar em outras escolas com sucesso, graças aos ensinamentos adquirido nesta escola na minha adolescência. Parabéns ETE Paulino Botelho, o seu colosso me deu futuro com sucesso.

...Nos dias de hoje, posso me considerar um dos poucos especialistas em mecatrônica, de origem na cultura alemã pela Escola Técnica de Darmstadt, aonde um professor da USP trouxe para São Carlos, em 1982. Das minhas andanças em outras cercanias, sempre que podia levava o nome desta escola e, tenho tido a graça de encontrar com ex-alunos e ex-professores, quando nos sentamos para relembrarmos os velhos tempos, que não havia a novidade da internet. Agora graças a ela posso divulgar para jovens ingressarem nesta escola, a qual foi o meu berço de educação moral, cultural e tecnológica. Esta home page, montei para homenagear esta grandiosidade escola e, para a pessoa do Deputado Lobbe, que sempre me ajudou quando pedi que viesse a conseguir melhorias educacionais para nossos colegas Sancarlenses, assim como aos funcionários da escola, que me auxiliaram também.

...E, enfim venho revoltado pedir aos colegas educadores e dirigentes educacionais que sejam rígidos com os jovens de hoje, pois eu me afastei neste ano da educação, por ter um dos motivos: a falta de educação de nossos jovens. Assim, tenho visto evasão de professores, que acabaram virando comerciantes e, tremem de medo quando alguém pensa em convidá-los, para dar aulas. A tendência natural, com a chegada dos cursos EAD é que o professor deixará de existir, deste modo podemos atribuir que o professor não será mais debochado e nem agredido, como era em salas de aulas e, os cursos pedagógicos perderam efeitos, pois não haverá mais contatos pessoais, só virtuais. Isto me deixa mais aliviado com este novo milênio, pelo menos não virei mais a ver professoras sairem de salas de aulas chorando, como presenciei em 1998, uma vez.

Webmaster...Volta...Update Pc HP Pavilion 09/11/2020 - Site atualizado em 24/06/2006...Criada em 24/06/2006