Resposta no facebook sobre a nova situação brasileira, à partir de 13/11/2017

Ontem, fiz da minha página profissional, que a criei em abril de 2000 e, à partir de 2007 a oficializei com registro no Registro.br, quando pago provedor para editar da melhor forma desde que estou no mercado.

A atual postura da América Latina em que vê a travessia danosa de nossa nau Brasil por um mar revolto, impera a realidade de que quem faz alguma coisa, venha a sentir seus efeitos e, que no Brasil, os efeitos conclusos ocorrem à partir de pelo menos 10 anos. O plano verão de fevereiro de 1986 foi assim, só em 1996 o povo começou a sentir seus efeitos, devida prova de que os governantes almejaram 20 anos intocáveis, justamente por isto, do efeito cascata entre os 10 e 20 anos, será voltado a manter o povo sobre rédeas curtas.

O meu portal que tem contatos por todo o planeta, não seria para menos, veicular nele, o que me reserveram e a todos os cidadãos brasileiros, basta ver na coluna da direita na home page, os ícones das redes sociais a que pertenço desde abril de 2000, que sou conhecido em todos os países do planeta terra. Tenho controle, por ser webmaster de meus portais, assim monitoro e, que sempre tive número de acesso diário por volta de 5 internautas/diário, muito pouco, por se tratar de ramo especifico de mercado, que, agora caiu para 1 internauta/diário, ou seja, os brasileiros em sua maioria não interessam por tecnologias, isto vem de longa data, desde que tenho publicado inúmeros portais, nem todos possuem um bom ranking nacional, ou melhor nem ranking possuem, por que o brasileiro não gosta de ter informações, porém, não entendo por que compram carros com tecnologias, se eles não se interessam!!!!

Assim, foi provado por ser pesquisador do CNPq, Finep, Capes e MCT, desde 1983, quando posso diagnosticar o que passamos nas décadas de 1973 a 2010. Entrei num colégio técnico em mecânica industrial e, desde então vivo o mercado em fabricações de produtos, mas, agora estamos vendo que 2018 não será tão bom como foi 2017, se assim perdurar a situação de quem uma grande minoria desejam que o "país venha a crescer!". Para mostrar que quem não labuta no mercado da mecânica industrial, que seus informantes não são de quem sejam especializados, é de se pressupor, que agem por impulso na razão do "achar", deste modo tirei tudo de meu portal e coloquei um comunicado, de que eu vivo ou seja, sou osso do oficio de quem será punido por parte de governantes inescrupulosos.

Politicos são empresários (!), que não fazem parte da massa trabalhadora, esta que move o pais, desta forma coloquei o meu ponto de vista, já que por direito adquirido e no meu estado de direito: nomeado em tribunais do trabalho e civil, que em defensa de empresas, de trabalhadores desde 2008.

O assistente técnico quem elabora laudos periciais, para que juízes possam terem apoio técnico, com seus peritos e assim saberem promulgar devidas sentenças. É, de calibre e justo posto de que com idade e, com mais de 40 anos de experiências com empresas pequenas, micros, agora com Eireli, desde 2016 em sua grande maioria, que entraram eram tributadas por serem limitadas (forma de registro de empresa jurídica baseado nos conceitos velhos das décadas de 30 para até 2000), devido a altissima tributação migraram para a Eireli.

Vivo com estas empresas, que de uma rede network, que eu montei, das que atendo, duas tem pelo menos possuem 40 funcionários na iniciativa privada, mas, que em 2018 estarão fazendo parte dos desempregados, que segundo fonte segura em setembro no Ministério do Trabalho foi nos anunciado que o Brasil estava com 26 milhões de desempregados, nunca fui politico, nunca fui funcionário público, ou seja, desde 1973 na iniciativa privada, passei por várias crises, me vi desempregado por 3 vezes, e tive júbilos, sim, mas fama não coloca prato na mesa.

Meu comunicado expressa a retrospectiva de 1973 a 2017, assim penso que meu relato alicerça como base fundamentada, para que muitos que achavam que o Brasil precisava voltar a crescer (!). Não é esta linha de pensamento a correta e, sim que sempre cresceu, por parte da massa trabalhadora, quando fui membro do PT, desde a fundação até 2010, vendo que filiados começaram a usar de meios ilicitos, sai deste partido que perdeu sua origem, assim de muitos que acreditaram e, foram enganados, em parte, ajudaram no crescimento do Brasil, mas, à partir de 2010 o Pt se perdeu.

Pergunta-se: Por que não publicar em anais da mídia, como muitos tem feito, em congressos, revistas, jornais, trabalhos acadêmicos?

Resposta: - por ter sido professor em universidades federais, pude anotar e ficar estarrecido pela falta de lisura de colegas, que copiavam textos, gráficos, fotos de outros autores, para se auto elegerem autor de um artigo, isto me enojou, por que meus experimentos foram feitos em pelo menos 2 anos em laboratórios da USP, assim meus dois únicos artigos, de minha dissertação de mestrado e da saga de "Guerra de Robôs", foram editados em base de experimentos reais, físicos e que obtiveram resultados surpreendentes.

Já tenho visto que em concursos públicos de autores da vida acadêmica ter milhares de publicação, que bom, mas, tem que provar em laboratórios suas autorias, sabendo que o erro máximo permitido é de até 7% dos valores teóricos obtidos em ensaios experimentais para com ensaios reais em laboratórios, assim se prova quem é o autor na teoria e prática, mas, nunca vi alguém ou candidato de concurso público provar na banca as duas formas, assim nunca publiquei por ter nojo de quem copia. Vale mais de quem tenha menos publicação, porém possa provar que tem originalidade e autenticidade de que é alguém idôneo, capaz e habilitado, do contrário ter inúmeros artigos que não se provam na prática, é o mesmo que ser autor de livros que contenham suas páginas em branco.

Assim se vai, como consertar o mundo, apresentar o quadro clínico de quem viveu e vive na carne os desmandos de seres humanos oportunistas, corruptos isto se dá em muitas esferas de uma sociedade, não só vem de politicos e, de empresários de grandes empresas, vem em geral é algo do sangue (berço). http://www.treisc.eng.br


www.hitwebcounter.com
This Website Visits


TREISC (Name of home page).
All rights reserved, 2007/2018.
Windows Update - 12/11/2017
Creation/Editing 10/04/2007