Como Pagar Pedágios???

Esta questão partiu de um professor que viaja constantemente por estradas brasileiras, estaduais e federais.

Os pedágios cremos ser algo benéfico a muitas pessoas! Que necessitam viajar e que não podem utilizar de meios coletivos devido a seu tipo de trabalho.

Esta reinvidicação, possamos assim classificar! Vem à priorizar motoristas que necessitam de melhorias não só das estradas, mas em termos de como se deveriam pagar pedágios???

Uma classificação de quem seria o motorista? Sua profissão, seu itinerário de trabalho, etc.

Fatidicamente muitos tem sido prejudicados, vindo a migrarem de empregos, assim voltaram-se a outros tipos de emprego que não haveriam de utilizar de rodovias estaduais privatizadas, principalmente. Utilizando as rodovias vicinais, que existem em grande maioria e os pedágios tendem a desaparecer caso isto seja mantido, em benefícios de uma minoria, enquanto que muitos cidadões que não possuem protecionismos, tendem a ficarem desempregados, eis a chaga desta sociedade que beneficiam alguns e crucificam outros.

Veja o sistema “Via Fácil”, pronto. Um sistema ao qual, os que ali se registraram utilizam deste serviço, já consta seu cadastro. Um grande passo para um futuro melhor para todos, aonde os pedágios estariam em função do tipo de motorista, e não como hoje todos pagam o mesmo valor, independentemente de sexo, religião, profissão, etc. E, isto configura-se que tais organizações que efetuam trabalhos de manutenção rodoviárias, cobram por seus serviços com falhas da legislação, principalmente e dos governantes, eis a "Torre de Babel".

A atual situação o que demonstra para nós é exploração comercial sem limites, sem organização, sem classificação, etc. Se formos levar a cabo este tipo de comércio, com certeza o Procon – órgão que defende o consumidor, se dependesse deste tipo de fato, estaria hoje desativado, pois neste sentido nada tem sido feito, cremos!!! Pelo menos imaginamos, pois não se tem notícias na mídia algo a favor de melhorar este tipo de comércio!

O Procon, então para que serve? Para proteger os interesses de quem?

Vamos protestar e melhorar a forma de pagamentos dos pedágios, que clamam por melhorias urgentes, pois de certo modo é um “roubo” aos olhos de todos, que dependem de decretos, leis, mas infelizmente nossos governantes não tem tido tempo para o povo brasileiro e assim se configura mais um comércio desenfreado, descontrolado, etc.

O que nos prejudica, ainda mais? O fato dos motoristas não pegarem o recibo do pagamento, as concessionárias podem alegar que a demanda caiu assim elevam o valor cobrado no pedágio. Isto é um sintona, notório, que já tenho visto pelas funcionárias que demoraram de propósito ou perguntam se o motorista precisa do comprovante! Ou seja, uma afronta, pois se tu pagou tem por lei que receber seu comprovante. Mas, não as funcionárias(os) são treinadas então para quê? Vamos criar meios e lembrarmos os nossos representantes em Brasília, que o povo necessita de melhorias nos transportes, quando eles tem garantida suas passagens isentas em pedágios, por que são autoridades, mas se esqueceram que quem os colocaram lá aonde estão, foi o povo.

Vamos divulgar este tipo de reinvidicação:

“Pagamento dos pedágios, em função do poder aquisitivo de cada um”